/Segundo disco

/Primeiro disco

/Facebook

Curta a página

/Release do segundo disco

por André Fran,
escritor e um dos criadores do programa “Não Conta lá em Casa”.




Me encanto mais com a poesia da fila geometricamente perfeita de formigas que se deliciam com o pingo de leite condensado que deixei cair no chão da cozinha do que com o clichê de um pôr do sol praiano. Prefiro a beleza escondida nos olhos verdes da menina de aparelho nos dentes que me atende na caixa do Zona Sul do que a obviedade da bunda photoshopada da ex-BBB na capa da Playboy. E o segundo álbum de Paulo Pilha, que abre com a apropriada provocação “Não tão bom quanto o primeiro”, é um oásis de criatividade em um mundo saturado de falsos “artistas”, “criativos” e “poetas”.

A originalidade se manifesta de cara nas referências. É possível distinguir claramente a influência do punk rock clássico do Bad Religion e o violão sincero de Yusuf Islam (o artista formerly known as Cat Stevens). Uma combinação sonora que pode remeter à água e óleo, mas que no som de Pilha se misturam harmonicamente em um suco com tempero tropical. Essas melodias servem de base... base não, de trampolim para letras que revelam o cotidiano com um lirismo que diverte, encanta e emociona pela sinceridade poética. É impossível não remeter aos textos de seu avô, o escritor Rubem Fonseca, ao ouvir as histórias musicadas que Paulo Pilha faz soar como se tivessem sido geradas com a naturalidade inconfessa de um sorriso de canto de boca.






Em certo trecho da ótima “O redator publicitário”, Paulo Pilha diz: “Eu bem que tentei trabalhar com redação publicitária, mas as minhas ideias são sempre muito bizarras.” Um resumo do disco e do estilo desse artista que brinca com a constatação imodesta de que sua arte é diferente. É original! Um registro de uma beleza bem explorada em recantos insuspeitos. Viva as ideias bizarras!

/Vídeos

/Shows

/Imprensa


+LER MATÉRIA COMPLETA

Seletivas do Mada 2010...

(matéria publicada por Gerhard Brêda no site Laboratório Pop após a primeira eliminatória do Festival Seletivas do Mada de 2010, no qual fui eliminado pela avass...

+LER MATÉRIA COMPLETA

Seção Vertebral (oferta de novidades musicais) do site Pílu...

(artigo publicado por Rodrigo Ortega em 2008 na seção Vertebral do site Pílula Pop. Seção esta que apresenta novidades do mundo da música) "A minha namorada me ...

+LER MATÉRIA COMPLETA

Melhor que antes ou rock carioca: a luz no fim do túnel...

(matéria publicada em dezembro de 2008 no site rockemgeral.com.br, logo após a final do Festival B de Banda, realizado pelo Jornal do Brasil, no qual fui finalista)...

+LER MATÉRIA COMPLETA

Paulo Pilha lança primeiro disco solo...

(entrevista concedida ao personagem Augusto, ex-repórter do Jornal do Leblon, atualmente freelancer, e presente nas músicas “Augusto” e “Composiçõe...

+LER MATÉRIA COMPLETA

Portal Rock Press - entrevista...

(Matéria publicada em janeiro de 2012) Dos roqueiros, o que o diferencia é que conta histórias nas letras de suas músicas. Dos cantores bregas o que diferencia é...

+LER MATÉRIA COMPLETA

Em música, Ponte Preta já está nas oitavas de final da Copa...

(Matéria feita em março de 2012) Em composição da banda carioca Paulo Pilha, Macaca disputará o jogo em Campinas A Ponte Preta acaba de chegar a Roraima e só fa...

/Textos


Visite o site com todas as crônicas

/Contato